Chorando na pica do patrão.

Foi na lata de supetão:

Você topa fuder comigo, agora?

Ela não respondeu nada, saiu, achei que tinha ido muito depressa na minha atitude, mas para minha surpresa, a safada foi fechar a porta e voltou ao meu quarto enrolada em uma toalha de banho.

Pronto, patrão se é sexo que quer, terá, temos duas horas antes do pessoal chegar.

Aproximou-se, abaixou-se bem perto de minha virilha, tirou minha pica pra fora e deu um beijinho molhado, para me deixar mais tesudo ainda.

Nossa, que delicia de pica, precisamos dar um jeito nisso, patrãozinho!

Abocanhou, e começou a lamber meu cacete, pagando um boquete delicioso, chupava de uma forma que a minha pica sumia dentro da sua boca gulosa.

Sua boca era macia, eu em pé segurava em sua cabeça forçando ainda mais na garganta profunda. Angel não era nenhuma deusa, mas em termos de um boquete era impossível descrever a intensidade do prazer.

image host
Mas estava gostoso… E como todos nestas horas, homem não pensa. Ela chupava com vontade e a única coisa que eu queria naquele momento era gozar nauela boquinha deliciosa. No meio do boquete disse:

Isso… Que delicia de cacete… não vai gozar não… estou esperando seu leitinho…

Parecia que minha pica dobrava de tamanho. Segurei sua cabeça tirei meu cacete bati com ele em sua face lambuzei seu rosto todo e perguntei entre um gemido e outro:

A safada quer leite na boquinha né? – Angel com respiração ofegante respondeu:

Quero mamar teu leitinho todo… – e abocanhou a minha pica.

Forcei por alguns segundos e com um entra e sai desenfreado comecei gozar, Angel parecia uma bezerrinha desmamada se lambuzando com meu esperma, sugou e lambeu deixando meu cacete todo limpo.

Caracas….. que delicia…! – ela exclamou.

Não podíamos perder tempo em um minuto eu estava sentado na cama recostado, e entre surpreso e saciado vi a safada subir na cama e sentar de vez com sua bucetinha no meu cacete.

Uau… caraca… – Enterrou meu caralho inteiro na sua buceta, nem dando tempo de amolecer… E rebolando e gemendo com movimentos intensos de quadris, Angel começou a ter um orgasmo, senti seu liquido molhar meu cacete.

Foi o gozo mais intenso que senti de uma mulher, seu corpo tremia de tesão, seus gemidos só não foram mais altos porque enfiei meus dedos em sua boca enquanto mordiscava seu seio provocando-a mais ainda.

Safada revirava os olhos gemendo gostoso. Eu mais que depressa levantei e coloquei-a de quatro. Falei:

Quer foder né… Então se prepare safada que vou te comer gostoso. – Peguei uma camisinha encapei o cacete dei uma salivada na mão passei pelo seu rabo e disse:

image host
Vou comer o seu cuzinho, e não adianta gritar dizendo que não quer, quem está na chuva é para se molhar… – Segurei a safada pelos quadris, posicionei meu cacete na entrada do seu anelzinho, que piscava de tesão, encaixei, ouvindo seus gemidos de prazer e a puxei com força.

Ela gritou eu tapei sua boca e continuei… Enterrando meu cacete até a metade, parei até se acostumar logo depois forcei mais um pouco e me vi todo atolado naquela vadia.

Enquanto esperei alguns segundos observava aquela bunda, dava-lhe tapas, a safada gostando gemia como uma gata no cio, fui metendo e tirando com ritmo cadenciado, seus gritos para que tirasse, mas que nada ela queria era mais cacete no rabo…

Seus gemidos de prazer me incitavam a meter mais e mais. Só ouvia Angel dizer:

Põe tudo, meu macho, mete gostoso na tua puta vadia!

Eu adoro comer teu cuzinho… sua vagabunda!

E quando a mulher pede que meta com vontade, aí é bom demais. Estoquei por alguns minutos e dando tapas em sua bunda sem muito custo, gozei. Despejei jatos de esperma na camisinha. Seu anel apertava meu cacete que parecia uma cabritinha no cio.

Ufa… que delicia!! – exclamei. Angel com cara de safada sorriu falando:

Só por isso?

E depois de alguns momentos tirei camisinha, e sem dar tempo de ir até o banheiro Angel disse:

Deixa que lavo seu cacete… – e deu-me um verdadeiro banho de língua. Acabando, saiu e rindo falou.

Patrãozinho, agora não vai ficar mais com tesão acumulado estarei sempre disposta. Ah, é segredo nosso, preciso do meu salário para viver.

Nem precisa se preocupar minha putinha deliciosa, somos cúmplices na safadeza.

Eu comecei a dar dinheiro a Angel e nossos encontros começaram a ser em motéis e percebi que ela começou a se arrumar mais. Ficando mais bonita me dando mais tesão.

Com ela descobri uma variedade de posições que minha esposa e eu até então não fazíamos. Nada melhor que uma mulher experiente para ensinar. O final da aventura não foi como eu esperava, mas aprendi a dar mais valor às mulheres.

Angel, vocês podem indagar… Ah ….. ela é minha amante é com ela que faço minhas paradas pois a safada adora ser minha cadelinha.

E eu comecei a liberar meus fetiches e vamos até fazer um ménage, eu, Angel e uma sobrinha. Eu fico só aguardando ansioso por este dia. Adoro esta vida sexual com minha mulher e amante que me deixam saciados de muito sexo e muito tesão .

Angel safada, cada dia mais gostosa até comprar brinquedinhos no sexshop para me agradar ela anda fazendo…… safada….. gostosa ……..mas muito boa na cama … É claro que continua em minha casa e preserva muito nosso segredo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s