Doce cunhadinha.

A irmã da minha esposa é casada com o Luis, amigo meu de anos, na verdade fui eu que os apresentei, Cintia é 10
anos mais nova que Luis e eles moram no mesmo edifício que o nosso.

Cintia trabalha como secretaria de uma empresa e Luis vende cosméticos, eles tem 2 filhas pequenas, uma família normal, somos amigos, sempre curtindo muito, churrascos, bailes e o clube social, Luis bebe demais e Cintia vive brigando por isso.

Minha mulher começou a estudar a noite e por isso comecei a ter mais tempo para mim, gosto de uma sinuca e
uma cerveja com os amigos, Luis também gosta, mas devido as viagens, não tem muito tempo, fica fora 2 ou até 3
dias na semana, seu trabalho exige muito sacrifício.

Cintia e eu nos damos super bem, ela sempre interfona pra eu olhar as meninas pra ela poder tomar banho, quando
Luis viaja, minhas sobrinhas são lindas, puxaram a mãe, Cintia sempre foi mais bonita que Claudia, minha esposa.

Numa dessas noites, estava na sinuca e meu celular tocou, era Cintia querendo uma mão, falei que em 10 minutos
estaria lá, jogo no bar perto do prédio, peguei umas cervejas e fui, subi apressado e entrei no apartamento, Cintia me esperava no sofá vendo televisão.

“André, você cuida das meninas enquanto vou tomar banho…”

“Claro que sim…”.

Ela entrou no quarto e saiu enrolada em uma toalha, fiquei tomando uma cerveja na sacada, ela parou na porta e me disse:

“Guarda uma pra mim…” – e foi pro banho.

Fazia muito calor aquela noite e ela estava há uns 10 minutos no seu banho quando a escuridão tomou conta de tudo, foi um apagão geral! Cintia gritou me chamando:

“André… tem umas velas na segunda gaveta da cozinha…”

Achei e acendi duas velas, uma, deixei na sala com as meninas e a outra fui levar para o banheiro, Cintia estava muito nervosa, falando mil palavrões e pediu pra eu colocar a vela sobre o gabinete.

Ela estava toda ensaboada, e foi quando ao abrir o box, escorregou e caiu de quatro no chão do banheiro, e eu ali sem saber o que fazer.

Cintia peladinha na minha frente, estava meio escuro e a luz da vela só clareava o suficiente, seu corpinho lindo ali exposto, perguntei se tinha machucado e aparentemente foi só o susto mesmo.

Fui ajuda-la a levantar-se, ela se apoiou em mim e abracei ela pela cintura, encostei seu corpo junto ao meu, naquele momento estávamos condenados, senti que Cintia ficou paralisada por alguns segundos.

Jamais imaginei aquele contato, foi um presente do acaso, fiquei sem reação, ela ficou sem jeito e pude notar que aquele momento acabaria mudando nossos mundos.

Ela não conseguiu fazer nada, apenas ficou ali nua presa nos meus braços, de repente a luz voltou, e Cintia se ligou na situação, foi me empurrando pra fora e fechou a porta.

Mas a imagem de Cintia nua mexeu comigo, o cheiro do seu corpo ficou impregnado no meu cerebro, ela ligou o chuveiro novamente e eu voltei para sala com meu pau duro e cheio de tesão.

As meninas dormiram no sofá, eu peguei mais uma lata de cerveja e liguei um som e esperei ela sair do banho, ela demorou sair e eu precisava ir embora.

Minha esposa chegava as onze e meia, e ja era quase onze, ela estava demorando demais, ou estava com vergonha ou se masturbando.

Fui embora e aquela noite descontei meu tesão na Claudia, comi ela pensando na sua irmã, acordei com uma insônia, Cintia me roubou o sono, aquele corpinho tesudo e seu jeitinho sacana estavam me perturbando, precisava resolver aquilo.

Fui trabalhar e no fim do dia, como de rotina passei no bar, eu sabia que Luis só voltava na quinta ou sexta, então liguei pra Cintia, ela me atendeu com uma voz diferente, estava mais solta e perguntei se ia querer uma ajuda.

Pra minha surpresa ela me disse que tinha deixado as meninas na minha sogra, ela fazia isso as vezes, mas antes de desligar ela me cobrou aquela cerveja, me animei todo…

“Vou dar um pulo ai… pagar minha divida…” – peguei logo uma caixinha de latas de cervejas, cheguei lá em minutos.

Cintia abriu a porta, eu entrei e sentei no sofá, ela guardou as latas de cerveja na geladeira e sentou se do meu lado, estava linda, seu perfume exalava pela sala, vestia um shorts jeans e uma camiseta colada, ela sorrindo me disse:

“Que foi aquilo ontem André, me mostrando uma pequena mancha roxa na perna, quando cai achei que ia me quebrar toda, ainda bem que voce me ajudou…”

Ficamos bebendo e conversando sobre sua queda, até que acabei dizendo que tinha gostado mesmo de ter visto ela
ela peladinha.

Cintia sorriu e levantou pra ir buscar mais uma, não aguentei e fui atrás daquela bundinha empinada, cheguei bem
perto e peguei ela por trás e agarrei seu corpinho.

“André seu louco, o que esta fazendo…” – tentando escapar.

Eu apertei mais, ela sentiu meu pau duro, Cintia queria mas tinha que lutar para não parecer fácil, ficou tentando escapar dando bundadas e aquilo me deixava com mais tesão.

Arrastei ela pro quarto e joguei Cintia na cama, ela implorou mas com muita fome fui arrancando sua roupa, deixei a safada só de calcinha, ela ainda esperneava, mas já estava gostando daquela putaria toda.

Tirei minha bermuda e minha rola encontrou sua boceta, ela estava toda molhadinha, tirei a calcinha de lado e fui empurrando minha tora pra dentro.

Cintia me abraçou e se entregou, a putinha tava gemendo e até ajudava nas estocadas, eu estava traçando minha cunhada, aquilo nós deixou loucos.

Cintia estava doida, chupava meu pau, minhas bolas, e como engolia bem a vadia, tava fazendo charme e agora tava num fogo doido, trepava e cavalgava, resolvi colocar a putinha de quatro e testar sua safadeza.

Cintia deixava eu fazer tudo até agora e ela estava bem excitada, então apontei minha pica na entrada do seu cuzinho e fui forçando e a safada aceitou e ajudou rebolando gostoso.

Luis tinha uma puta na cama, a safada sabia foder, bombei seu rabinho até ele lacear bem, Cintia sentiu meu tesão aumentando e abocanhou meu cacete, chupou com sede e pediu pra que eu gozasse na sua cara e claro que atendi seu pedido, ela se lambuzou toda com a minha porra, minha cunhada era a puta mais safada que eu já tinha
comido.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s